Tag: Fundação Hemominas

Ao longo de seus 36 anos de atuação, a Hemominas tem se empenhado em garantir a qualidade, visando à excelência nos serviços de hematologia e hemoterapia ofertados à população por meio de suas unidades. A Fundação integra uma rede formada por uma Administração Central e 22 unidades descentralizadas nas macrorregiões do estado (Hemocentros, Hemonúcleos e Unidades de Coleta e Transfusão), além do Centro de Tecidos Biológicos (Cetebio) e dos Postos Avançados de Coleta Externa (PACE). Esta rede apresenta uma cobertura hemoterápica da ordem de 95% em todo o estado. São cerca de 600 entidades conveniadas, incluindo hospitais públicos, filantrópicos e particulares, alcançando aproximadamente 800 municípios, direta ou indiretamente. A meta é alcançar 100% dos procedimentos vinculados ao Sistema Único de Saúde (SUS).

Como resultado desta estrutura, em 2020 a Hemominas recebeu mais de 308 mil candidatos à doação de sangue, produzindo aproximadamente 742 mil hemocomponentes. Ainda nesse ano foram realizados mais de 92 mil procedimentos e consultas e mais de 4 milhões e 300 mil testes laboratoriais, incluindo testes sorológicos, moleculares e imuno-hematológicos realizados nas Centrais de Laboratórios da Administração Central.

Lembrando que o registro de candidatos à doação de medula óssea é outro serviço de relevância na área de atuação da Hemominas: quase 20 mil cadastrados em 2020. O laboratório de Histocompatibilidade (HLA) tem se expandido rapidamente desde sua implantação em 2012, já sendo responsável por 23% dos testes realizados pelo Redome e 100% dos exames em aparentados para transplante de medula.

Algumas destas unidades prestam, também, atendimento a pacientes portadores de doenças do sangue, especialmente hemofílicos e com hemoglobinopatias congênitas (anemia falciforme e outras), através de uma equipe multidisciplinar constituída por profissionais de diversas áreas.

Destaca-se, ainda, a coleta de células-tronco periféricas para a realização de transplantes de medula óssea, em parceria com hospitais universitários, sendo parceira importante do MG Transplantes. Desde a criação dessa central, a Hemominas tem realizado a sorologia dos possíveis candidatos à doação de órgãos.

Outra iniciativa de grande impacto é a implantação do Centro de Tecidos Biológicos (Cetebio), que vai disponibilizar à comunidade médica células e tecidos biológicos coletados e processados segundo critérios de qualidade internacionais e normas técnicas do Ministério da Saúde e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Tal estrutura – que agrega sete bancos, dos quais dois já estão em operação (Banco de Medula Óssea e Banco de Cordão Umbilical) – otimiza os processos, reduz custos, facilita a logística, permite maior compartilhamento de conhecimentos e promove processos seguros e totalmente rastreáveis.

A busca pela melhoria contínua revela-se na implantação de programas como o de Hemovigilância, Gerenciamento de Resíduos de Saúde, Doador do Futuro e a Acreditação (busca da Certificação de seus serviços por agências avaliadoras).

Suas fontes de financiamento incluem: recursos próprios (receitas advindas de serviços prestados ao SUS e de ressarcimento dos serviços prestados a Planos e Seguros de Saúde); Tesouro do Estado, Fundo Estadual de Saúde; receitas de projetos apresentados ao Ministério da Saúde e financiados pelo Fundo Nacional de Saúde e Reforsus; Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig) – financiamento de pesquisa e desenvolvimento de Recursos Humanos em pesquisa; parceria com municípios/sede das unidades.

Seja bem vindo!

Faça login na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Por favor, digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Adicionar nova playlist